A entrada em vigor da nova legislação que permite a atribuição da nacionalidade portuguesa para descendentes de judeus sefarditas fez aumentar o número pedidos de nacionalidade desta comunidade desde 2015. Em 2016, foram feitos 5.100 pedidos, tendo sido atribuída a nacionalidade a 431 pessoas, segundo dados da Conservatória dos Registos Centrais de Lisboa.

Mais de 40 brasileiros conseguem a nacionalidade portuguesa

No ano passado, a nacionalidade portuguesa foi concedida a 271 turcos, 81 israelitas e 48 brasileiros descendentes de judeus sefarditas portugueses. De acordo com os registos do IRN, foram recebidos 466 pedidos em 2015 – uma média de 46,6 por mês. Como em 2016 deram entrada 5100 requerimentos, a média mensal subiu para os 425. Já nos primeiros sete meses de 2017, chegaram 3234 petições, equivalendo a 462 por mês e ao referido acréscimo de quase 1000% desde o início.

Além dos processos já deferidos, há 385 que estão apenas aguardando resolução final da tutela e ainda 7701 em análise, conforme o Ministério da Justiça. Ao todo, até o momento, as autoridades receberam 8800 requerimentos, conferindo os 714 já apreciados, sendo 713 deferidos e apenas um indeferido.

Leave your comment